sábado, 16 de julho de 2016

19. Comece pequeno

Ao tomar a decisão de montar um negócio, uma das perguntas que se faz é: qual deve ser o tamanho da minha empresa? A boa notícia é: ela pode começar pequena. Mas muitos empreendedores acabam pecando pelo excesso. Ou seja, investem gordas quantias, compram piso de mármore, móveis de grife, entre outros. E aí se vêem frente a frente com os imprevistos, que enfraquecem os calcanhares da empresa e os "empurram" a desistir de tocar o negócio em frente.

Marcos Hashimoto, do Insper, diz que a maioria das empresas pode começar pequena. "Por exemplo, se você quer montar um site de vendas de passagens aéreas, pode começar em um espaço pequeno, com uma modesta infra- estrutura – móveis e equipamentos mais simples –, que não demandem altos investimentos. 
Outro erro é criar uma infraestrutura desnecessária somente com o intuito de atrair investidores. "Mas nem sempre os pilares que seguram essas estruturas estão bem sólidos", explica Hashimoto. "Quanto menor o investimento, menor o risco e também o medo de o negócio não dar certo".

O risco de perder o valor do investimento feito na nova empreitada pode ser grande, mas existem empreendedores que não ligam para isso. "Eu lembro do caso de uma choperia no interior de São Paulo. O empresário investiu cerca de US$ 150.000 na reforma do local, na compra de equipamentos de ponta, colocou acabamento de primeira linha e deu uma grande festa para inaugurar a nova casa. Em três meses, o negócio baixou as portas e, para o empresário, foi mais uma brincadeira que ele fez com seu dinheiro", diz Hashimoto. "Essa não é a realidade da grande maioria das pessoas que abrem um negócio no Brasil. Cada centavo é precioso". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário